Manuel António Silva Ribeiro, mais conhecido por Antany Silva, foi traído pelo telemóvel, conta o Oceanpress, um jornal de Cabo Verde. As autoridades envolvidas nas buscas do soldado que confessou ter assassinado onze pessoas no Monte Txota souberam do seu paradeiro, localizando o sinal de GPS emitido pelo telemóvel. Antany Silva terá acedido às redes sociais naquele dispositivo, o mesmo que utilizou para fotografar a cena do crime de que foi autor.

O militar de 23 anos, natural da Cidade da Praia, foi detido esta quarta-feira à tarde, depois de ter feito um taxista refém e viajado com o carro na zona da Fazenda. Foi surpreendido por uma ação policial que decorria nas vizinhanças do Instituto Nacional de Estatística cabo-verdiano. Vinte membros das polícias de Cabo Verde vestidos à paisana cercaram o homem, que estava na posse de uma arma Makarov.