O presidente dos EUA, Barack Obama, vai ser o primeiro Presidente dos EUA (em funções) a visitar Hiroshima desde o ataque nuclear pelos EUA à cidade japonesa, em 1945. A visita, que irá ocorrer ainda este mês, fará parte de uma viagem pela Ásia que também irá incluir o Vietname.

A cidade de Hiroshima já foi visitada pelo Presidente Jimmy Carter, mas já depois de este abandonar o cargo.

O ataque a Hiroshima matou 140 mil pessoas, a que se juntaram as vítimas pelo bombardeamento subsequente em Nagasaki.

Uma sondagem divulgada nos últimos dias indicou que a maioria dos japoneses queria que o Presidente dos EUA, Barack Obama, visite a cidade de Hiroshima durante a sua deslocação ao Japão este mês, a propósito da cimeira de líderes do G7.

Segundo a sondagem, realizada pela emissora pública NHK, publicada esta terça-feira, 70% dos inquiridos manifestaram o seu desejo de que Obama visite aquela cidade, no oeste do país, alvo do primeiro bombardeamento atómico da História, executado por aviões norte-americanos a 6 de agosto de 1945.

Apenas cerca de 2% dos japoneses expressou o seu desacordo relativamente a uma eventual visita do Presidente dos Estados Unidos a Hiroshima.

Em abril, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, aproveitou a sua participação na reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros do G7, em Hiroshima, para realizar uma visita histórica ao Parque da Paz, naquela que foi a primeira homenagem de um alto funcionário de Washington às vítimas.

A visita de Kerry alimentou as expectativas no Japão sobre a possibilidade de Obama se tornar o primeiro Presidente dos Estados Unidos a visitar Hiroshima.