Cerca de três dezenas de manifestantes de extrema-direita queimaram hoje uma bandeira da União Europeia num desfile em Douvres, vila britânica onde deverão chegar milhares de imigrantes a partir do porto de Calais, na França.

A polícia deslocou-se ao local e acompanhou os manifestantes, que desfilaram no porto de Douvres, enquanto um dos participantes mostrava uma bandeira britânica com a frase: “Os refugiados não são bem-vindos”.

A manifestação visava os imigrantes que vivem na vila francesa de Calais, do outro lado do canal da Mancha, e aguardam ser transferidos para a Grã-Bretanha.

“Os manifestantes de extrema-direita tentaram, mas não conseguiram, fechar o porto de Douvres”, disse Charlie Elphicke, deputado municipal, acrescentando: Tanta perturbação por causa de um pequeno número de egoístas”.

Uma contramanifestação teve lugar, paralelamente, e nela uma mulher exibiu um cartaz onde estava escrito “O racismo atinge todo o mundo”.

A imigração é um dos principais temas de debate numa altura em que faltam quatro semanas para o referendo sobre a manutenção da Grã-Bretanha na União Europeia, marcado para 23 de junho.

Douvres está situada a 34 quilómetros da costa nordeste da França, do outro lado do Canal da Mancha.