O presidente da Câmara de Oeiras, Paulo Vistas, disse esta terça-feira que vai recandidatar-se como independente nas eleições autárquicas de 2017, afirmando que “apoios de todos os partidos são bem-vindos” e que não se quer demarcar de Isaltino Morais.

À margem da inauguração do Centro de Saúde de Carnaxide, o autarca confirmou à agência Lusa a decisão de se recandidatar como independente, acrescentando, a propósito de um eventual apoio do PSD, que “todos os apoios dos partidos são bem-vindos, do PSD ou outro partido qualquer”.

Quanto a manter o nome do movimento Isaltino, Oeiras Mais À Frente (IOMAF), pelo qual foi eleito nas últimas autárquicas, Paulo Vistas sublinhou que não tem qualquer intenção de se demarcar do seu antecessor, não assumindo, contudo, que o nome será mantido.

“Não tenho complexo nenhum se o movimento continuar a ser Isaltino, Oeiras Mais À Frente, mas a verdade é que isso ainda não está decidido. A base do movimento é AOMAF (Associação Oeiras Mais à Frente), sempre foi. As gentes do Isaltino Morais são as gentes de Paulo Vistas. O meu projeto é, e continua a ser, de continuidade”, sustentou.

A AOMAF é uma associação cívica, criada em 2005, e tem estado na base do movimento independente que desde aquela data vence as eleições autárquicas em Oeiras.

Paulo Vistas, que no sábado participou num almoço da AOMAF, abordou, na ocasião, a questão da recandidatura, afirmando que, “para que não subsista qualquer tipo de dúvida”, será “candidato independente a presidente da Câmara Municipal, encabeçando um movimento independente que surja no seio da (…) associação”.