A Coreia do Norte pode ter produzido seis ou mais armas nucleares nos últimos 18 meses, possivelmente elevando o seu arsenal a mais de 21 bombas, informou um think tank norte-americano na terça-feira.

O Instituto para a Ciência e Segurança Internacional baseou as estimativas nas quantidades de plutónio e urânio altamente enriquecido que a Coreia do Norte terá produzido no seu complexo nuclear de Yongbyon.

O relatório daquele instituto surge depois de o chefe da Agência Internacional para a Energia Atómica (IAEA), Yukiya Amano, ter dito na semana passada que a Coreia do Norte pode ter reativado a central em Yongbyon para o reprocessamento de plutónio para uso em armas nucleares.

No final de 2014, o Instituto para a Ciência e Segurança Internacional estimou o arsenal nuclear norte-coreano em entre 10 e 16 armas.

Desde então, o regime de Pyongyang adicionou entre quatro e seis armas nucleares ao seu arsenal para um total de entre 13 e 21 ou mais atualmente, disse o instituto.