O Comité Disciplinar da UEFA ‘absolveu’ Portugal pela invasão pacífica do terreno do jogo, frente à Áustria, por um adepto que se fez fotografar com Cristiano Ronaldo.

No final do referido confronto (empate sem golos), realizado a 18 de junho no Parque dos Príncipes, em Paris, um adepto fugiu à segurança e invadiu o terreno, tirando uma ‘selfie’ com o ‘capitão’ luso, que acedeu ao pedido.

A UEFA, que abriu um processo disciplinar relativo ao caso por invasão do terreno de jogo, decidiu não levantar qualquer sanção, ao contrário do sucedido, no mesmo dia, em Bordéus, durante o Bélgica-República da Irlanda (3-0).

Os ‘diabos vermelhos’ foram obrigados a pagar cinco mil euros de multa pelo arremesso de tochas fumegantes para o relvado.