A Groundforce Portugal alertou para os “possíveis efeitos da greve” no setor do handling marcada para o dia 1, 2 e 3 de julho. A empresa aconselha os passageiros para que façam o check in online.

A greve convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA), vai estender-se a todos os aeroportos onde a Groundforce Portugal opera: Lisboa, Porto e Funchal.

Segundo um comunicado, a greve abrange “todas as empresas do setor do handling“, bem como “todos os trabalhadores de empresas de trabalho temporário e prestadoras de serviço que atuam” na atividade da assistência em terra.

O comunicado adianta que a paralisação de três dias no setor terá “graves implicações na operação dos aeroportos nacionais”.

A Groundforce recomendou aos passageiros para fazerem o check in online para evitarem constrangimentos no aeroporto. A empresa de assistência em escala ao transporte pediu também aos passageiros para minimizar os inconvenientes da greve.

O comunicado informa ainda que a Groundforce Portugal “tudo fará para prestar o melhor serviço aos passageiros mitigando os possíveis efeitos da greve junto das companhias aéreas e passageiros”.