Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Curvas fechadas, trechos alagados, penhascos e vias escorregadias são apenas algumas das armadilhas que podem amaldiçoar as férias de quem decide aventurar-se pelas estradas desse mundo fora. Normalmente, as estradas são vias seguras para quem prefere viajar de carro. Normalmente, porque há as excepções à regra: estradas que o podem conduzir a um destino de sonho, mas que convertem as suas férias em algo inesquecível pela pior das razões – o susto.

É justamente para evitar acidentes no percurso que a Associação para a Segurança Rodoviária Internacional (ASIRT, na sigla em inglês) emite regularmente estudos e relatórios acerca dos perigos na estrada que podem surpreender o mais cauteloso dos viajantes. Há quem goste de correr riscos, é certo, mas há também quem faça questão de minimizá-los. Se este é o seu caso, e se está a planear uma expedição de automóvel, pode sempre antecipar que surpresas desagradáveis o aguardam, tornando-se membro da ASIRT, o que lhe permite usufruir dos recursos desta associação.

Mas não é preciso ir tão longe. Antes de se fazer à estrada, fique por aqui e veja a assustadora fotogaleria das rodovias mais perigosas do mundo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR