O treinador do FC Porto, Nuno Espírito Santo, afirmou hoje que a equipa “não tem metas nem limites” na Liga dos Campeões de futebol, na véspera do arranque no Grupo G, frente aos dinamarqueses do FC Copenhaga.

Na conferência de imprensa de antevisão da partida, marcada para as 19:45 de quarta-feira, no Estádio do Dragão, o técnico ‘azul e branco’ admitiu que “a equipa está diferente”, por comparação ao jogo com a AS Roma, do ‘play-off’ de acesso à fase de grupos, acrescentando:

Estamos em linha ascendente, a crescer, capaz de novos desafios, e nada melhor do que a ‘Champions’ para isso”.

Questionado sobre os objetivos na competição, sublinhou que “o mais importante é sempre o jogo que se segue”, embora tenha confessado que o FC Porto “não tem metas nem limites” na prova, considerando como o mais importante de tudo “estar bem preparado de véspera, para depois competir”, tendo em conta que “o favoritismo não garante vitórias“.

A propósito dos restantes integrantes do agrupamento – FC Copenhaga, Leicester e Club Brugge -, Nuno Espírito Santo afirmou: “Estamos num grupo com três campeões nos respetivos países e todos sabemos que na ‘Champions’ não há adversários fáceis”.

“Será um jogo difícil, diante de um rival competitivo, que na competição interna e durante a qualificação para a fase de grupos não perdeu, chegando invicto ao Dragão”, acrescentou.

Ainda sobre a questão do favoritismo, já o técnico adversário, poucas horas antes, considerou o FC Porto “o número um do grupo”, Nuno Espírito Santo contrapôs: “Já disse que o favoritismo não ganha jogos, mas somos determinados e queremos fazer com que as coisas aconteçam. Essa é a diferença entre ambição e determinação”.

Também presente no encontro com os jornalistas, o mexicano Miguel Laýun afirmou esperar “uma partida de exigência máxima” para o arranque numa competição cuja pretensão, no momento, é “fazer jogo a jogo e ir passo a passo, aproveitando a experiência do ano anterior para fazer melhor”.

Uma comparação que o futebolista, porém, não quis alongar:

Seria absurdo comparar o que se fez no ano passado e o que se faz este ano, pois o importante é pensar apenas no que se trabalha, sem pensar no que se passou”, afirmou.

Além do FC Porto e do FC Copenhaga, também os ingleses do Leicester e os belgas do Club Brugge integram o Grupo G da ‘Champions’.

O encontro entre o FC Porto e o Copenhaga está marcado para as 19:45 de quarta-feira e será arbitrado pelo esloveno Matej Jug.