438kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Deputado do PS desafia Passos a ser candidato a Lisboa

Este artigo tem mais de 5 anos

Antigo diretor de campanha de Costa diz que a candidatura de Passos seria a única forma do líder do PSD ter futuro político e do partido discutir a vitória com Medina em Lisboa.

Passos cumprimenta António Costa numa cerimónia do 5 de outubro, quando o atual primeiro-ministro ainda era autarca
i

Passos cumprimenta António Costa numa cerimónia do 5 de outubro, quando o atual primeiro-ministro ainda era autarca

Pedro Nunes/LUSA

Passos cumprimenta António Costa numa cerimónia do 5 de outubro, quando o atual primeiro-ministro ainda era autarca

Pedro Nunes/LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O deputado do PS e ex-diretor de campanha de António Costa, Ascenso Simões, voltou a desafiar Pedro Passos Coelho a ser o candidato do PSD à câmara municipal de Lisboa nas próximas autárquicas. Num artigo publicado no jornal digital do PS, o Ação Socialista, o socialista escreve que o líder do PSD “se quer ter vida política futura só tem um caminho: ser ele próprio o candidato a Lisboa.

No entender de Ascenso Simões — que já tinha feito este desafio em abril, na semana do Congresso do PSD — a única hipótese que o PSD tem de “tentar discutir com Fernando Medina a vitória eleitoral” é ser Passos Coelho o candidato.

O antigo dirigente do PS faz ainda uma análise crítica aos potenciais candidatos do PSD, ao dizer que “Jorge Moreira da Silva é um oficial de patente baixa para um combate tão exigente, José Eduardo Martins é uma espinha encravada na garganta de Passos Coelho [e] Maria Luís Albuquerque é mesmo a incompatibilidade entre os lisboetas e a sua visão do mundo.” Qualquer um dos três, acredita Ascenso Simões, seria apenas “candidato de uma parte do partido e nunca de todo o partido.”

O socialista adverte que para Passos voltar a ser “novamente primeiro-ministro”, não “bastará estar no lugar certo à hora certa”. Ou seja, precisa de risco. Ascenso Simões até avança com três motivos para Passos avançar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Primeiro afirmava-se sem contestação no partido; segundo poderia fazer desistir Cristas; terceiro assumia um combate que, sendo ganho, o transportaria para uma candidatura presidencial pós-Marcelo”, justifica.

O PSD continua sem candidato para a câmara municipal de Lisboa. Na última terça-feira houve novidades, com a concelhia do PSD/Lisboa a escolher o antigo vice-presidente da bancada social-democrata, José Eduardo Martins, para coordenar o programa eleitoral do partido na corrida à capital.

O convite foi feito à revelia de Passos e muitos entenderam como uma afronta da concelhia ao líder, já que José Eduardo Martins é dos seus maiores críticos. No último sábado, o presidente da concelhia, Mauro Xavier, negou estar a desafiar Passos Coelho e, na sua página pessoal no Facebook, recorda que sempre apoiou o atual líder social-democrata. Até quando Passos perdeu, em 2008, as eleições internas para Manuela Ferreira Leite.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.