Orçamento do Estado

Ministro da Ciência e Tecnologia admite que Orçamento para 2017 na área “fica aquém” apesar do aumento

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, assinalou que o Orçamento do Estado para 2017 para a área "fica aquém daquilo que todos nós queremos".

O orçamento para o programa de ciência e tecnologia e ensino superior aumenta 75 milhões de euros

MÁRIO CRUZ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, assinalou esta quinta-feira que o Orçamento do Estado para 2017 para a área contempla um aumento face a 2016, mas “fica aquém daquilo que todos nós queremos”.

Portugal desde 2008 que não tinha um aumento desta grandeza [no orçamento para a ciência, tecnologia e ensino superior]. O orçamento é muito positivo, tem sido reconhecido pelos responsáveis estudantis e dirigentes, [mas] obviamente fica aquém daquilo que todos nós queremos”, afirmou Manuel Heitor.

O ministro falava à margem do Fórum INESC TEC do outono “A Fábrica do Futuro: que caminhos para a indústria no Séc. XXI?” que decorreu esta quinta-feira no Porto.

Para o governante, “os números são bem claros” e “há um aumento da dotação pública face à dotação inicial de 2016 de 4,5%, que alavancou um aumento das receitas próprias no ensino superior de cerca de 10%”.

Confrontado com o alerta de investigadores e professores do ensino superior para o facto de o Orçamento do Estado para 2017 ser insuficiente e continuar inferior às verbas definidas em 2010, o ministro respondeu que “os aumentos nunca são suficientes“.

Para mim também não são. Isso é bom, queremos mais, temos que ser exigentes perante nós próprios, mas temos que perceber que face à situação que o país enfrenta e a Europa é um aumento particularmente bom”, realçou.

Manuel Heitor destacou ainda que “há muitos anos que não se via um aumento destes” e que “em termos absolutos, o orçamento para o programa de ciência e tecnologia e ensino superior aumenta 75 milhões de euros“.

“Há muitos anos que não se via um aumento destes”, frisou.

Segundo o relatório da proposta de Orçamento do Estado (OE), entregue na passada sexta-feira no parlamento, a despesa total consolidada para a ciência, tecnologia e ensino superior prevista para 2017 é de 2.385,8 milhões de euros, mais 5,8% face a 2016.

Para o Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup), este aumento servirá apenas para cobrir as despesas com a reposição da sobretaxa e por isso vai colocar o ensino superior e as carreiras académicas numa “situação extremamente grave”.

Nas contas do SNESup, a dotação orçamental prevista para 2017 representa menos 21% face ao valor de 2010.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Benefícios Fiscais

Se calhar mais valia ter ido…

António Maria Cabral
172

Por que motivo um jogador de futebol (Pepe) que receberá milhões de euros afinal “só” vai pagar metade de IRS? A resposta é nos dada pela Lei de Orçamento de Estado de 2019...

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)