A Guerra & Paz guardou para dezembro uma publicação muito especial. Aliás, “especialíssima” — uma edição limitada de Memorial do Convento, do Prémio Nobel da Literatura José Saramago, com 20 ilustrações inéditas de João Abel Manta.

Com uma tiragem de apenas 500 exemplares, esta edição concretiza um sonho expressado pelo Nobel da Literatura em carta ao editor José da Cruz Santos: “Ter o João Abel Manta e o Carlos Reis connosco é um presente do céu quando o havia. Só de pensar que vou ter um livro meu ilustrado pelo João Abel faz com que o pulso se me acelere”, escreveu o autor.

O livro de capa dura (com 16,5 centímetros de largura por 24 centímetros de altura) tem um reforço de lombada a tecido vermelho e, das 20 ilustrações inéditas a quatro cores, duas foram reproduzidas em dípticos com 33 cm de largura. A edição chega às livrarias a 7 de dezembro.

Já a Relógio d’Água irá publicar O Cartel, de Don Winslow, Até já não É adeus, da escritora portuguesa Cristina Carvalho, Veneza, Um Interior, de Javier Marías, Walden e Ktaadn, de Henry David Thoreau, e ainda o livro de poemas A Poesia como Arte Insurgente, do norte-americano Lawrence Ferlinghetti.

Pela Alfaguara irá sair em dezembro o mais recente volume da Enciclopédia da Estória Universal, de Afonso Cruz — Mil Anos de Esquecimento. Neste livro, o autor recupera um texto perdido no tempo: o do relato de um pintor renascentista que se vê enredado numa guerra violenta e sanguinária entre duas cidadelas inimigas, governadas por dois irmãos. A obra, que inclui aforismos, dramas, apostas e considerações sobre temas tão distintos como Deus e a medida de uma cintura, está disponível para compra a partir de 9 de dezembro.

A História Secreta de Twin Peaks, de Mark Frost, cuja publicação deveria ter acontecido em novembro, será editado neste mês de dezembro. O romance, com chancela da editora Suma de Letras, revela o que aconteceu às personagens de Twin Peaks nos últimos 25 anos. O livro pretende assinalar a estreia da nova temporada da icónica série de David Lynch, de regresso marcado para a primavera de 2017. Nas livrarias a partir de 9 de dezembro.

A Presença irá reeditar a 9 de dezembro o romance de estreia de Aravind Adiga, vencedor do Man Booker Prize em 2008. O Tigre Branco conta a história de Balram Halwai, um jovem que cresce no interior miserável da Índia e se torna um empresário de sucesso em Bangalore. É um relato cru da Índia atual, que revela uma sociedade violenta e desigual. A tradução é de Alice Rocha.

LIVROS 2

Para dezembro, a ASA BD tem planeado o lançamento de três livros: Os Enigmas de Blake e Mortimer, de Bernard Myers, As Águias de Roma V, de Enrico Marini e O Testamento de William S, de Yves Sente e André Juillard.

Já a Colibri irá lançar (Des)Conexões entre Portugal e o Brasil, de Tânia Martuscelli. O livro, uma reflexão sobre a relação entre os dois países, parte de exemplos culturais concretos que percorrem os séculos XIX e XX, desde a Independência do Brasil (1822) até ao fenómeno das neovanguardas, com o concretismo e a Poesia Experimental dos anos de 1950 e 1960.