A PSP diz que está tudo preparado para garantir a segurança do jogo grande da jornada, no domingo, às 18 horas. O dérbi entre o Benfica e o Sporting vai mobilizar cerca de 600 operacionais da PSP, numa grande operação policial, num jogo que “mexe com toda a cidade”.

Na conferência de Imprensa da PSP, que teve tradução para linguagem gestual em simultâneo, o subintendente Pedro Pinto, desejou que “no fim, se fale só do jogo, um jogo intenso”.

É o dérbi da cidade, mexe com toda a cidade e tem uma envolvência muito maior do que quando o F.C.Porto visita Lisboa, por exemplo. Daí as precauções”, disse o responsável da PSP.

Na Luz são esperados 63.500 espectadores (1500 lugares não serão ocupados, por segurança), dos quais 3.400 serão adeptos do Sporting.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Para os acolher estarão as mais diversas valências da PSP, com agentes fardados, mas também à paisana e que farão um policiamento minucioso. Desde Equipas de Intervenção Rápida, Equipas de Prevenção e Reação Imediata, Divisão de Trânsito, Divisão de Segurança a Transportes Públicos, elementos da Unidade Metropolitana de Informações Desportivas e a Unidade Especial de Polícia, com o Corpo de Intervenção e as brigadas cinotécnicas (estarão na Luz 12 binómios).

O acompanhamento das claques será monitorizado por equipas especiais e a entrada dos adeptos do clube rival será ordenada: “A entrada dos adeptos do Sporting vai ser feita por um corredor específico, que obrigará alguns adeptos do Benfica a terem de aguardar para terem acesso aos seus lugares, explicou Pedro Pinho.

Futebol mas não só…

Para além do policiamento especial para o dérbi, a PSP acautela ainda outros dois espetáculos a decorrer em Lisboa durante o domingo. Logo de manhã vai decorrer o 39.º Grande Prémio EDP, em atletismo, depois o jogo de voleibol do Benfica com o V. Guimarães, ao início da tarde, e à noite, após o jogo, a PSP ainda se preparou para monitorizar o policiamento do espetáculo de Elton John no MEO Arena.

Para além de tudo isto, o responsável da PSP lembrou a proximidade do estádio a uma grande superfície comercial, em plena época natalícia, prevendo pois um grande fluxo de pessoas naquela área. “Não temos só o dérbi para nos preocuparmos, Lisboa é uma verdadeira capital europeia, procurámos estar preparados para tudo”, realçou por fim o subintendente Pedro Pinho, para passar a palavra ao subintendente Sérgio Soares que recomendou: “Cheguem cedo ao estádio, com tempo, respeitem as indicações de estacionar onde é permitido e de preferência utilizem os transportes públicos”.