477kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O teste que consegue medir a qualidade das relações amorosas

Este artigo tem mais de 5 anos

Discussões, desconfianças e discórdias são muitas vezes pedras no sapato. No entanto, investigadores procuram calcular a veracidade de um teste que avalia a qualidade de uma relação amorosa.

Este método, muito reconhecido e adotado por especialistas em terapia de casal, é composto por 32 itens que avaliam diferentes áreas
i

Este método, muito reconhecido e adotado por especialistas em terapia de casal, é composto por 32 itens que avaliam diferentes áreas

AFP/Getty Images

Este método, muito reconhecido e adotado por especialistas em terapia de casal, é composto por 32 itens que avaliam diferentes áreas

AFP/Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Discussões, falta de atenção e desconfianças são alguns dos problemas que tomam conta de muitas relações amorosas. Com o intuito de solucionar estas desavenças, especialistas da Clínica da Universidade de Navarra realizaram um estudo baseado na Escala de Ajuste Diádico (DAS), que avalia a qualidade de uma relação amorosa, dá conta o ABC. Este método, criado nos EUA em 1976 e o mais utilizado em terapia de casais, não tinha ainda uma versão oficial em Espanha. Por essa razão, os investigadores, centraram-se em oficializá-lo com uma metodologia rigorosa.

O método, levado a cabo pela psicóloga Raquel Martín e pelo psiquiatra Adrián Cano, é composto por 32 itens que avaliam diferentes áreas, como o nível de agrado do parceiro, a tensão que existe na relação e os pontos em comum no casal.

“É curioso como, nos casais que têm relações problemáticas, as mulheres demonstram sempre um nível maior de desagrado e insatisfação em comparação com os homens e, nos relacionamentos em que não existem problemas, as mulheres têm uma perceção de que tudo corre ainda melhor do que o homem pensa”, revelou Adrián Cano ao ABC.

O investigador assegura que o resultado do teste, que se realiza em menos de 15 minutos, é obtido também através de entrevistas ao casal, individuais e em conjunto, bem como a construção de uma árvore genealógica de cada um, para perceber as origens de ambos e os padrões genéticos que cada um herdou. Por último, é feita ainda uma prova de observação comunicacional, que consiste na gravação de uma conversa do casal acerca de um tema proposto, normalmente pelo terapeuta.

Durante a realização de todos os testes, o casal tem à disposição um acompanhamento do especialista durante cerca de três semanas, que lhes vai explicar aquilo que correu, ou está a correr, menos bem na relação.

A terapia tem uma duração de pelo menos seis meses, com consultas mensais. Segundo o que os cientistas apuraram, este tipo de terapia conta já com uma percentagem de resultados positivos muita alta.

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.