É uma homenagem, no mínimo, invulgar. O biólogo Vazrick Nazari descobriu uma nova espécie de traça nas regiões da Califórnia, nos EUA, e de Baja, no México — e decidiu dar-lhe um nome inspirado no presidente eleito Donald Trump: ‘neopalpa donaldtrumpi’. O nome científico, contudo, tem mais a ver com as características da borboleta recém-descoberta do que com qualquer intenção política que lhe queiram atribuir. Isto porque a cabeça da traça apresenta grandes semelhanças com o penteado e a cor do cabelo de Trump.

O biólogo explica que a escolha tem um propósito muito claro: chamar a atenção para a sua descoberta e alertar a sociedade para a fragilidade do habitat do pequeno bicho. “Com o seu penacho e a viver nos EUA e no México, não tinha outra hipótese senão dar à traça o nome do Presidente eleito”, disse Nazari, citado pela CNN. “Talvez assim olhem para este habitat tão frágil que precisa de ser preservado”, reforçou o biólogo evolucionista, alertando também para os “muitos habitats que ainda existem nos EUA com espécies ainda desconhecidas ou ameaçadas” que precisam de ser cuidadas. “Espero que seja uma missão que a administração Trump valorize”, pede o cientista.

Não é a primeira vez que Trump inspira a classificação de espécies animais. No ano passado, um fotógrafo baptizou uma lagarta (que apresentava uma curiosa cobertura de pelos amarelos), de Trumpillar. O pequeno bicho, descoberto no Peru, também não resistiu às comparações com o penteado de Donald Trump.

Também na China há um pássaro que mereceu a atenção pública, dadas as semelhanças óbvias com o empresário e presidente eleito norte-americano. As penas exuberantes, vermelhas e amarelas, e a pose altiva da ave, rapidamente levaram a comparações — o pássaro, que se pode ver no Hangzhou Safari Park, tem agora a alcunha de ‘Trump bird’.