As sardas são uma imagem de marca do verão mas, para muitas mulheres, são marcas constantes que fazem parte da pele durante todo o ano. São um sinal de que a pele foi queimada, geralmente durante a infância. Surgem quando a melanina (cuja função é proteger-nos de queimaduras solares e, em resultado, nos bronzeia) se aglomera e forma pequenos pontos de cor. Na teoria, significa um dano solar, é verdade, mas não tem necessariamente de ser uma preocupação. Se tem sardas, significa que a sua pele é mais sensível (porque já está queimada) e precisa de proteção diariamente. Mas não tem de as esconder.

Mesmo durante o inverno, as sardas podem ser destacadas com maquilhagem que, ao invés de camuflar, as consegue destacar. Se defendemos a naturalidade e a aceitação das nossas características, as sardas estão incluídas. É como ter a pele beijada pelo sol… o ano inteiro. E há formas de maquilhar para as exibir de forma saudável.

Use protetor solar o ano inteiro

É o único creme que nunca se pode esquecer. Porque ter sardas implica um dano solar que rapidamente pode passar a manchas de pigmentação e da idade impossíveis de reverter.

Atenção na escolha do tom da base

Este é, provavelmente, o passo onde mais mulheres falham – escolher um tom que consiga encaixar nas diferentes tonalidades do rosto. A maioria das sardas estão concentradas principalmente nas bochechas e nariz. Por isso, se procurar o seu tom baseando-se na mandíbula (como é suposto), é provável que acabe com uma base demasiado clara que vai deixar as sardas acinzentadas. Há duas coisas que pode fazer: ou escolhe um tom intermédio, entre o tom da pele e das sardas, ou usa dois tons separados – um para a zona das sardas e outro para a zona sem sardas. Para não acabar com a rosto pastoso e com tons diferentes do peito, opte por fórmulas leves que se fundam naturalmente na pele. Explicamos abaixo.

Use bases leves

Ou fórmulas que não interfiram na textura da pele, como um BB Cream ou um hidratante com cor. Se não dispensa uma boa base (para esconder algum tipo de imperfeição como vermelhidões ou marcas) opte por fórmulas leves que criem um resultado de segunda pele (a palavra a procurar nas embalagens é “sheer”) porque as bases com muita cobertura poderão fazer com que as sardas pareçam “escuras” por baixo. Aplique uma camada para uma cobertura natural ou duas caso precise de neutralizar alguma marca, sem nunca cobrir as sardas na sua totalidade.

Dê uma oportunidade ao primer

A pele sardenta pode ganhar uma tonalidade acinzentada e baça por baixo da maquilhagem. A melhor forma de o evitar é usar primers iluminadores (pode ler mais sobre eles aqui) – vão refrescar, iluminar, disfarçar algumas irregularidades, hidratar e permitir que a base se funda melhor na pele, sem pesar nas sardas.

Não abuse dos corretores

Aplique corretor apenas nas áreas que realmente precisam de alguma cobertura para não acabar com um resultado artificial. Uma vantagem de se ter sardas é que as imperfeições não são tão notórias pelo que os corretores podem ser aplicados apenas sob os olhos, queixo ou cantos dos nariz, as zonas onde naturalmente precisamos de tapar olheiras e vermelhidões. Tal como quando tem uma borbulha no queixo que quer ocultar deve aplicar localmente e não no queixo inteiro.

Troque os pós compactos por pós translúcidos

Os pós servem para tirar qualquer brilho da pele e matificar a base mas não devem nunca adicionar uma cobertura extra, como um pó compacto, porque vão tirar o efeito saudável das sardas. Deve, por isso, apostar em pós translúcidos na testa, nariz e queixo — as zonas com mais brilho.

Escolha blush e bronzers de tons frios

Regra geral, peles sardentas podem ficar com aspeto de pele suja com bronzers muito escuros. Daí que o bom senso peça tons que coincidam com a profundidade da pele que, neste caso, é multicor. Os tons frios (rosas e corais) funcionam bem porque o ideal será evitar tudo o que seja semelhante à cor das próprias sardas. Fuja dos bronzers muito castanhos e dos blush em tons de alperce ou laranjas.

Se tem sardas nos lábios…

… é provável que fiquem visíveis debaixo do batom. O truque mais simples e rápido para as ocultar (e os lábios são a única zona onde pode camuflar totalmente as sardas) é cobrir todo o lábio com lápis da mesma cor que o batom e, depois, aplicar o batom por cima. Se não quer um visual tão arrojado, use um lápis de tom nude ou neutro só para camuflar as sardas e, por cima, pinte com o tom de batom que quiser. Se tem sardas ao redor da boca que podem criar alguma confusão quando pinta os lábios, pode, então, aplicar um pouco de corretor em tom de pêssego na linha do lábio para as camuflar. Mas apenas nessa zona.