A Rússia, o Irão e a Turquia, “padrinhos” das conversações de paz entre os rebeldes sírios e Damasco, chegaram a acordo para estabelecer um “mecanismo conjunto” de monitorização da trégua no país.

As três partes concordaram “estabelecer um mecanismo trilateral para observar e garantir o respeito total do cessar-fogo, prevenir quaisquer provocações e determinar todas as modalidades do cessar-fogo”, de acordo com a declaração final lida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do Cazaquistão, Kairat Abdrakhmanov, no final de dois dias de conversações em Astana.