A antiga primeira-ministra neozelandesa Helen Clark anunciou, esta quinta-feira, que vai deixar o cargo que desempenha nas Nações Unidas, três meses após ter perdido a corrida à liderança da ONU para o português António Guterres. Helen Clark liderou o Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) nos últimos sete anos.

A antiga primeira-ministra da Nova Zelândia deixou uma mensagem escrita aos seus funcionários em que revela que vai deixar a direção do PNUD no próximo dia 19 de abril, altura em que termina o seu segundo mandato de quatro anos.

Helen Clark foi candidata à sucessão de Ban Ki-moon, numa corrida ganha pelo português António Guterres que desempenha o cargo de secretário-geral das Nações Unidas desde 1 de janeiro.

Christina LoNigro, porta-voz de Helen Clark, afirmou desconhecer os planos futuros da antiga chefe de governo neozelandesa.