A exposição José de Almada Negreiros: Uma maneira de ser moderno, patente na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, vai passar a funcionar em horário alargado já a partir desta semana. Às quintas-feiras e sábados, a mostra vai passar a fechar às 21h. Nos outros dias da semana, vai continua a funcionar entre as 10h e as 18h.

Inaugurada a 3 de fevereiro, a exposição, dedicada a um dos nomes grandes do Modernismo português, já recebeu mais de 55 mil pessoas, de acordo com os números da organização. José de Almada Negreiros: Uma maneira de ser moderno inclui mais de quatro centenas de obras, muitas delas inéditas, e ocupa as duas salas de exposições da sede da Fundação Gulbenkian. A mostra atravessa diferentes fases e abordagens artísticas de Almada Negreiros, artista plástico, escritor, ator, performer, cenógrafo, bailarino, “futurista e tudo”.

A exposição Uma maneira de ser moderno pode ser vista até 5 de junho. Encerra às terças-feiras.