A Assembleia Nacional francesa (parlamento) reúne-se esta terça-feira pela primeira na sequência da segunda volta das legislativas de 18 de junho que confirmaram a maioria absoluta para o novo partido do Presidente Emmanuel Macron.

Após a abertura da XV sessão legislativa, os deputados deverão eleger o presidente da Assembleia em escrutínio secreto, numa votação que deverá ser iniciada ao início da tarde.

No primeiro dia de trabalhos está ainda prevista a entrega ao Secretariado-Geral da Presidência das declarações políticas dos grupos, assinadas pelos seus membros, e acompanhadas pela respetiva lista e do nome do presidente do grupo. Esta declaração pode mencionar a pertença do grupo à oposição.

O partido do Presidente centrista Emmanuel Macron, A República Em Marcha (REM), e o aliado MoDem, obtiveram em 18 de julho uma maioria absoluta confortável na Assembleia Nacional, elegendo 350 dos 577 deputados da câmara.

A votação registou um nível de abstenção recorde, de 57,4% dos eleitores.