Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A expressão inglesa “HEALTHY FRESH FOOD” surge em letras garrafais, pintadas em verde água, logo à entrada. É como um teaser para o que vem a seguir: após um lance de escadas está um corredor curto ladeado de montras sem vitrines, das quais é possível retirar a comida exposta e acondicionada em embalagens de plástico. E é aqui que o enredo sofre uma reviravolta. Não, este não é mais um espaço de “grab and go”, mas sim uma estreia absoluta na capital.

O Club Life to Go (CLTG) veio do Brasil, onde existem oito lojas, para aterrar em Lisboa e dar-se a conhecer aos portugueses — o primeiro espaço abriu no passado dia 20 de junho, na Avenida Elias Garcia. Entre paredes sóbrias e candeeiros suspensos mora um conceito cativante: comida saudável e funcional, gourmet, previamente preparada e fácil de consumir, seja no restaurante, em casa ou no trabalho. “O CLTG surgiu no Brasil, onde está a chef responsável pelas receitas e por toda a parte nutricional, mas claro que houve a adaptação de um ou outro prato”, conta Teresa Lopes, um dos nomes responsável pelo franchising da marca no velho continente.

O conceito do grupo é o de comida saudável pronta a consumir. Por isso a oferta está exposta em vitrines. © Luís Ferraz / Divulgação

O consumo no espaço acontece num formato semelhante ao self service, ainda que com algumas diferenças: o cliente entra, pega na cesta de metal e passeia pelas diferentes montras à procura do que mais lhe apetece naquele dia. Todas as propostas — sejam refeições quentes e devidos acompanhamentos, saladas, sandes, wraps, sumos, “suchás” (sumos que também são chás) e sobremesas funcionais — estão em doses individuais. Doses essas que, à partida, até podem parecer pequenas aos olhos dos mais esfomeados, embora dignas de aniquilar o apetite. E saudável não significa, neste caso, sensaborão.

Todos os dias há pratos de carne e de peixe, incluindo uma ou outra massa, que variam durante a semana. As “proteínas”, tal como Teresa Lopes lhes chama, podem variar, a título de exemplo, entre lasanha de beringela com molho bolonhesa e parmesão, frango ao molho ocidental com cogumelos e cebolas ou gnocchi de abóbora com ghee de ervas (uma espécie de manteiga clarificada). São pratos que não precisam de ser aquecidos, uma vez que chegam à montra quentes e por lá ficam enquanto borbulhas de vapor surgirem coladas às paredes das embalagens de plástico.

As saladas são, como não podia deixar de ser, uma das opções da carta. © Luís Ferraz / Divulgação

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No Club Life to Go todas as receitas são confecionadas no local e acompanhadas das etiquetas “sem lactose”, “sem glúten” ou até “low carb”, sempre que necessário, e de futuro haverá ainda etiquetas com os ingredientes discriminados e o respetivo valor nutricional. Todos os produtos comprados são transformados aqui e tudo é feito na medida certa, sem pressas ou improvisos. A ideia é que seja o cliente a escolher o que quer comer e onde quer comer, uma vez que o espaço está dotado de mesas e cadeiras, além de uma pequena ilha onde é possível recolher os instrumentos necessários para as refeições — leia-se talheres, guardanapos e temperos extra para as saladas.

A somar a tudo isto há ainda alguns produtos que podem ser comprados para serem unicamente consumidos em casa — por enquanto é só a granola caseira que ocupa espaço nas prateleiras, mas há vontade em trazer companhia aos frascos recheados de frutos secos. Nos planos futuros está ainda prevista a entrega ao domicílio, que se correr bem arranca em setembro, e o desejo de avançar com os pequenos-almoços. Caso para dizer: “to be continued”…

Nome: Club Life to Go
Morada: Avenida Elias Garcia 84 A, Lisboa
Contacto: 21 581 1543
Horário: de segunda a sábado, das 10h às 20h
Preço médio: 11 euros