O Terrapleno de Algés esgotou faz tempo, mas na hora de escolher o outfit, quem apareceu para o primeiro dia de concertos do NOS Alive não levou a potencial inspiração do cartaz à letra. No dia em que The xx e The Weeknd foram as principais atrações, as franjas, calções curtos e quimonos acetinados (também lhe podemos chamar a norma dos festivais de música) debateram-se de igual para igual com tudo o que é referência roqueira. Saíram à rua as calças de ganga skinny, os blusões de cabedal e os cabelos coloridos, mas também aquelas miscelâneas despreocupadas que têm pinta precisamente por serem assim, despreocupadas.

O público internacional continua a deixar a sua marca, com looks inesperados, muitas vezes pela simplicidade. As transparências foram outro dos capítulos da noite. Ora esvoaçantes, ora justas ao corpo e com bordados estratégicos, só revelam o que cada um quiser de facto mostrar. Pela amostra desta quinta-feira, bem que se pode decretar a morte às coroas de flores. Um ano depois do grande boom, parece que não tiveram frescura suficiente para se manterem viçosas. Murcharam. Acontece.