Benfica

Jonas tão alto como um “pinheiro” sueco

Oitenta e sete golos tinha Mats Magnusson, o sueco que foi durante décadas o maior goleador estrangeiro da história do Benfica. Jonas igualou-o. E até precisou de jogar menos vezes.

Alfredo Cunha/LUSA

Mats Ture Magnusson podia ser “alto e tosco” como os nórdicos da sua época o eram no futebol.

Alto, sim, era alto: um “pinheiro” de cabelo ruço. Tosco? Quando chegou ao Benfica no Verão de 1987 talvez não tivesse os pés de Shéu, Carlos Manuel, Diamantino e muito menos de Chalana; mas não era “tosco” — na hora de finalizar em frente da baliza não era. Ao todo, em cinco épocas na Luz com a camisola do Benfica, fez cento e sessenta e três jogos. Golos de Magnusson foram oitenta e sete.

Durante décadas foi dele o título de maior goleador estrangeiro da história do Benfica. Cardozo ultrapassá-lo-ia após a viragem do século.

Agora é Jonas quem o iguala em golos. Mas até precisou de menos jogos: o brasileiro vai em cento e treze. Esta quarta-feira à noite, diante do SC Braga no estádio da Luz, “molhou a sopa”. Um hábito que Jonas mantém há um ano e quatro meses: desde abril do ano passado que a média do avançado em casa é de um golo por jogo, num total de quinze jogos disputados. Mais: Jonas não só marcou como deu a marcar. Outro hábito.

Mats Magnusson não era disso, de assistir outros…

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Futebol

Gelson Martins e Bruno Fernandes no Benfica? Não!

José Andrade e Sousa
172

Se o Benfica resistir a contratar os jogadores que rescindiram com o Sporting e o fizer com convicção e não por oportunismo, manter-se-á fiel à sua matriz, dará um grande exemplo e marcará a diferença

Mundial 2018

O dia em que o Panamá marcou um golo /premium

Bruno Vieira Amaral

É incrível como um jogo sem história – tal a diferença entre as duas equipas – acaba por ser histórico. Essa é uma das magias do Mundial, a dos pequenos prazeres estatísticos que proporciona.

Incêndios

Ressuscitando

P. Miguel Gonçalves Ferreira sj

Este modo comunitário e personalizado de lidar com a vida é tão diferente de maneirismos ideológicos, de editais sem rosto, de interesses económicos, de leis que a cidade dita para quem vive no campo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)