O Estado português vai garantir o regresso ao país de 42 portugueses residentes nas ilhas de Saint-Barthélemy, Saint-Martin e Guadalupe, nas Caraíbas, atingidas pelo furacão Irma, anunciou à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

José Luís Carneiro adiantou que o Estado português vai fretar uma embarcação para transportar 28 portugueses residentes em Saint-Barthélemy e outros dois em Saint-Martin, em direção à ilha de Guadalupe, onde existe um aeroporto internacional em condições de operar, já que as infraestruturas de mobilidade e comunicações nas outras duas ilhas ficaram destruídas.

“São essencialmente familiares, mulheres e filhos, de portugueses que trabalham nestas ilhas, e que, na sua maioria, querem ficar” ali, referiu o governante com a tutela dos emigrantes.

O Governo português vai enviar para Guadalupe um avião militar C-130 para trazer este grupo para Portugal. Em Guadalupe, há mais 12 portugueses que sairão num avião francês, com destino a Paris, ainda hoje à noite, se as condições meteorológicas o permitirem.

Na capital francesa, os serviços consulares “tratarão de garantir o apoio” para assegurar o resto da viagem até Portugal, assumindo, “se for necessário”, as despesas com alojamento, refeições e transporte.