As procissões católicas do Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos e de Nossa Senhora de Fátima entraram para a lista de património intangível de Macau, publicada esta sexta-feira.

As procissões juntam-se assim a outras tradições de origem portuguesa como o teatro em patuá e a gastronomia macaense, que já faziam parte da lista anterior, com dez manifestações.

Estas procissões integram o Levantamento Exaustivo do Património Cultural Intangível de Macau, pelo que contam com a documentação e argumentação que se encontram mais completas e em condições mais maduras”, indica o organismo.

De acordo com o Instituto Cultural (IC), o inventário hoje publicado inclui cinco propostas iniciadas este ano: as duas procissões, que decorrem de uma proposta do próprio IC, e a ‘Crença e Costumes de Tou Tei’, ‘Crença e Costumes de Chu Tai Sin’ e a ‘Arte dos Andaimes de Bambu’, apresentadas pela comunidade. As 15 manifestações ficam assim abrangidas pela lei de salvaguarda do património.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na lista de património intangível de Macau consta também, além da gastronomia macaense e do teatro em patuá, a ópera cantonense, a preparação do chá de ervas, o festival do dragão embriagado, entre outras.

O IC indica que vai continuar a realizar o levantamento do património intangível de modo a atualizar o inventário.

A UNESCO classificou o centro histórico de Macau como Património da Humanidade a 15 de julho de 2005.