Obrigado por ser nosso assinante. Usufrua de leitura ilimitada deste e de todos os artigos do Observador.

Marca automóvel fundada pelo sueco Christian von Koenigsegg em 1994 e cujo primeiro carro só foi entregue ao respectivo dono oito anos depois, em 2002, a Koenigsegg acaba de promover mais um “Owners Tour”, espécie de encontro de proprietários de modelos da marca. O evento decorreu em Malmö, na Suécia, pela segunda vez, e contou até com a participação do primeiro cliente da marca… e mais 18!

A segunda edição deste encontro, que Christian von Koenigsegg já afirmou querer realizar anualmente, teve lugar em Julho. O vídeo que foi produzido a propósito mostra, desde logo, o que é fazer parte de um “clube” tão restrito. Mas também recente, em que até mesmo o primeiro “associado”, de nome Stephan, continua aí para as curvas, ao volante do seu CCR.

Sabe quais são os 10 carros mais caros do mundo?

Considerada a maior concentração de superdesportivos Koenigsegg de sempre, na qual participaram praticamente todos os modelos já construídos pelo fabricante sueco (CCR, One:1, Agera, Regera, é só escolher!), a edição deste ano do “Owners Tour” começou por reunir-se em Malmö, seguindo, a partir daí, numa viagem pelo sul da Suécia, com passagem obrigatória pelo circuito de Knutstorp, em Kageröd, onde os proprietários tiveram a oportunidade de carregar “um bocadinho” mais no acelerador!

Destaque, como curiosidade, para o facto de a organização ter optado por várias unidades Volvo, especialmente preparadas pela Polestar, para as funções de veículo de apoio.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A ter ainda em atenção a forma como termina o vídeo, com uma unidade Regera, rodeada por todas as outras jóias Koenigsegg. Ficamos com a ideia de que se trata da nova versão do Regera, apresentada, já este ano, na Semana do Automóvel de Monterey. E que, anunciando uma potência máxima de 1.500 cv, conta com um novo pack aerodinâmico, a garantir uma downforce de 385 kg, contra os 310 kg da versão standard.

Se quer fazer parte deste clube de elite e, por isso, está já a pensar em encomendar um Koenigsegg, saiba que a produção de 25 unidades, prevista para este ano, está já toda a vendida. Pelo que o melhor é aguardar calmamente, com a certeza de que terá de esperar, pelo menos, quatro anos, para receber em casa o seu novo superdesportivo. Se lhe serve de consolo, o tempo de espera poderá até permitir-lhe optar entre um superdesportivo e um sedan de quatro portas, hipótese que Christian von Koenigsegg já admitiu. Já quanto a um SUV, esqueça!