O evento da linha de produtos da Google realizou-se esta quarta-feira e são várias as novidades para os consumidores. Smartphones, um computador portátil, assistentes domésticos e acessórios de realidade virtual. A gigante tecnológica mostrou mais uma vez que não é (de longe) “só” um motor de pesquisa e pôs as novidades em cima da mesa. Para já, nenhuma vai estar disponível em Portugal.

Google Pixel 2 e Pixel 2 XL

Google pixel

São os smartphones da Google que mostram como utilizar ao máximo o sistema operativo móvel Android. Com corpo em alumínio e “a melhor câmara para fotografias em mobile”, estes telemóveis vêm com a última versão do software, o Android Oreo.

Sendo Google, o sistema operativo é “puro” (sem aplicações extra). Não têm entrada para headphones, mas para isso a Google lançou os seus próprio auriculares Bluetooth (já lá iremos). Em termos de hardware, numa versão e noutra, a escolha é só o tamanho. Ambas têm as mesmas características, mas preços diferentes. O XL é 200 dólares mais caro, vai custar 850 dólares. No que toca às cores, o Pixel 2 vem em “mais ou menos azul”, “apenas preto” e “claramente branco” (“os nomes são mesmo assim”, apresentou a Google com humor no evento).

A aposta em inteligência artificial nos telefones faz com que ao apertá-los, a assistente virtual da Google se ative automaticamente, ou seja, não vai ser preciso carregar em botões. Um visor glance permite ver informações sem desbloquear o telefone (um princípio semelhante ao que já se conhece de outros dispositivos Android, conhecido por “Always On Display”). Os dois telemóveis vêm ainda preparados para utilizar a nova versão do Google Daydream, os óculos de realidade virtual da empresa.

Google Pixelbook

Pixel Book

É a aposta da Google no mercado de computadores. Com sistema Chrome OS, da Google, o Pixelbook tem apenas um quilo e 10 milímetros de espessura. Com até 16 gigabites de RAM, 12.3 polegadas, com processadores i5 ou i7 e até 512 gigabytes SSD de memória interna, é o computador para todas as contas e serviços Google.

As 10 horas de bateria são alimentadas por USB-C e com a nova Pixelbook Pen este portátil quer também ser um híbrido com tablet. Desde desenhar a escrever, a Google entra no mercado das canetas para escrever digitalmente em computadores (como a Apple e a Microsoft com o iPad Pro e os Surface, respetivamente).

Google Pixel Buds

Os auriculares Bluetooth da Google, apesar de estarem presos com um fio entre os dois phones. Têm até 5 horas de autonomia e a caixa até mais 4 cargas “para um dia inteiro de uso”. Têm uma opção de tradução em simultâneo até 40 línguas, incluída para quebrar as barreiras da linguagem.

Google Home mini e Google Home Max

O Google Home Mini vai estar disponível em três cores

Os assistentes domésticos da Google têm feito furor nos mercados em que já estão disponíveis. Colunas inteligentes para casa que responde a qualquer pergunta, marcam compromissos nos calendários e dizem o trânsito. Em suma, uma secretária virtual pronta a ouvir tudo o que utilizador tem para dizer.

Ambos querem juntar o melhor da inteligência artificial, do software e do hardware. O Google Home, “consegue com dois microfones o que a concorrência consegue com seis”, diz a Google. Reconhecem a voz de vários utilizadores na mesma casa e conecta-se aos vários dispositivos Google.

O Google Home Max aposta no som

O Google Max é a versão mais cara (a 400 dólares) e aposta numa melhor qualidade de som, sendo definida como uma coluna de som inteligente, capaz de analisar o ambiente e ajustar automaticamente o som.

Google Daydream

Os óculos de realidade virtual da Google agora dão ao utilizador um maior ângulo de imagem e têm 250 aplicações. Para se usar com equipamentos Android, especialmente com os Pixel 2, foram desenhados “com o conforto em mente”. Desde filmes em IMAX a jogos, é o concorrente da Google a aparelhos como o Samsung Gear VR.

Google Clips

https://www.youtube.com/watch?v=JXh1yyvXpwo

Provavelmente o menos inspirado dos produtos apresentados. O Google Clips é uma pequena câmara para fazer mini-vídeos e tirar fotografias. Custa 250 dólares. Sincroniza com iOS e Android. Promete, sozinha, apanhar os melhores momentos da sua vida, neste caso, provando que “a Google está a vê-lo”.

No vídeo que se segue está o resumo do dia:

https://www.youtube.com/watch?v=7cjVj1ZyzyE