Mais de 100 pessoas foram detidas esta sexta-feira no Brasil, suspeitas de pedofilia e de divulgarem conteúdo de pornografia infantil na internet, numa operação do Ministério da Justiça designada de “Luz na Infância”.

Segundo informações divulgadas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça, as prisões aconteceram em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal, mobilizando 1.100 agentes de segurança que cumpriram 178 mandados de busca e apreensão relacionados à prática de pedofilia.

Ao encontrar material pornográfico de crianças e adolescentes na casa dos suspeitos, os agentes efetuaram as prisões, em flagrante.

Os alvos foram identificados através de um trabalho de cooperação mútua realizado em parceria do Governo do Brasil com os Estados Unidos e União Europeia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os trabalhos que resultaram na operação ‘Luz na Infância’ vêm sendo desenvolvidos há seis meses e resultam do aprimoramento do trabalho de inteligência de segurança pública e atuação em modelo de força tarefa”, informou o Ministério da Justiça brasileiro em nota.

O mesmo órgão destacou que “a operação foi intitulada ‘Luz na Infância’ por serem bárbaros e nefastos os crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes” e acrescentou que “a internet facilita esse tipo de conduta criminosa e, via de regra, os criminosos agem nas sombras e guetos da rede mundial de computadores”.

A operação foi descrita pelo Governo brasileiro como a maior já realizada no país e na América Latina.