A Talkdesk — uma startup portuguesa que permite às empresas criar call centers em “cinco minutos” — continua a crescer e vai “adicionar talento” às equipas que estão nos escritórios de Lisboa e Porto. A startup vai contratar mais 100 pessoas nos próximos meses, nas áreas da engenharia, vendas, gestão de produto e user experience.

A Talkdesk, nos últimos anos, criou disrupção no mercado mundial de software para contact centers através do lançamento de vários produtos desenvolvidos pela nossa engenharia baseada em Portugal”, disse Marco Costa, diretor geral da Talkdesk.

Em 2017, o objetivo foi concretizado com a contratação de 100 talentos. Para 2020, a meta é outra: atingir as 1000 contratações.

Talkdesk dá boleia a tecnológicas portuguesas que queiram ir para os EUA

Para atingir a meta, a Talkdesk vai apostar em parcerias com várias universidades, a fim de recrutar recém-licenciados. A empresa quer também contratar profissionais com experiência em áreas muito específicas e trazer engenheiros de software de mercados internacionais para Portugal.

A Talkdesk emprega cerca 350 profissionais em três escritórios: em Lisboa, no Porto — que abriu em abril de 2017 — e em São Francisco, nos Estados Unidos. A startup portuguesa foi considerada pela revista Forbes no final do ano passado uma das empresas com potencial para tornar-se um “unicórnio” (startup avaliada em mais de mil milhões de dólares). Em abril deste ano, criou um marketplace para aplicações, a AppConnect, que é a primeira loja de aplicações para empresas.

Talkdesk lança loja de aplicações para empresas, a AppConnect