Um homem de 42 anos, segurança na discoteca Barrio Latino, na zona de Santos, em Lisboa, morreu durante a tarde desta sexta-feira depois de ter sido baleado por um cliente.

Segundo o Correio da Manhã, o incidente aconteceu por volta das 13h depois de um grupo ter tentado entrar no Barrio Latino. Fernando Pinto, um dos administradores do espaço, contou ao jornal Público que a discoteca estava prestes a fechar e que os seguranças, contratados através de uma empresa externa, não deixaram entrar os indivíduos dentro do espaço.

Descontentes com a situação, o grupo voltou mais tarde ao local e um deles terá disparado contra os seguranças, atingindo-o um deles na cabeça. O conflito aconteceu “a cerca de 100 a 150 metros” do parque de estacionamento, explicou Fernando Pinto. O segurança ainda foi transportado para o Hospital de São José, também em Lisboa, pelos colegas, mas acabou por morrer.

O atacante e o grupo que o acompanhava fugiram do local. A PSP foi chamada ao local mas a investigação, por se tratar de um caso de homicídio, passou para as mãos da Polícia Judiciária (PJ), refere a TVI 24.