Iémen

Pelo menos dez mortos e dezenas de feridos num ataque aéreo contra mercado no Iémen

Pelo menos dez pessoas morreram e 30 ficaram feridas num bombardeamento da coligação árabe liderada pela Arábia Saudita contra um mercado popular na província de Taiz, sudeste do Iémen.

As tensões agravaram-se recentemente após os 'Houthis' terem morto o antigo Presidente Ali Abdallah Saleh

STRINGER/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Pelo menos dez pessoas morreram e 30 ficaram feridas esta terça-feira num bombardeamento da coligação árabe liderada pela Arábia Saudita contra um mercado popular na província de Taiz, sudeste do Iémen, referiram fontes médicas à agência noticiosa Efe.

Os mesmos responsáveis admitiram o aumento do número de vítimas devido à violência do ataque que atingiu este mercado situado no município de Al Taaziya, cerca de 250 quilómetros a sudoeste da capital Sanaa, e quando prosseguia a identificação das vítimas.

Na segunda-feira, 32 pessoas, incluindo mulheres e crianças, foram mortas em bombardeamentos da coligação militar dirigida pelos sauditas nos arredores de Sanaa, e nas províncias de Al Hudeida (oeste) e Damar (centro).

Em 26 de março de 2015, nove países dirigidos pela Arábia Saudita desencadearam neste país, o mais pobre do Médio Oriente, a operação “Tempestade Decisiva” para combater a rebelião dos ‘Houthis’ e em apoio às forças leais ao presidente Abdrabbuh Mansour Hadi. Desde então a guerra intensificou-se, com a entrada em cena da Al-Qaida e do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico (EI), e um conflito por procuração entre os ‘Houthis’, apoiados pelo Irão, e a Arábia Saudita. Até ao momento contabilizam-se cerca de 10 mil mortos.

As tensões agravaram-se recentemente após os ‘Houthis’ terem morto o seu principal aliado, o antigo Presidente Ali Abdallah Saleh, devido a divergências relacionadas com a evolução do conflito.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Investimento público

A tragédia de Pedro Marques

Inês Domingos

Com um quadro Centeno confessou inadvertidamente como foi um dos principais responsáveis pelo desastre de atuação de Pedro Marques, sendo que este também não foi capaz de aplicar os fundos de Bruxelas

FC Porto

João Félix (e youth league) /premium

João Marques de Almeida
145

Uma mensagem para todos os portistas. Vamos dar os parabéns ao Benfica, esquecer os árbitros, ganhar ao Sporting na final da Taça e apostar nos nossos jovens jogadores nas próximas épocas. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)