237kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Xutos & Pontapés vão editar um disco novo este ano

Este artigo tem mais de 3 anos

No dia em que celebram 39 anos de carreira, os Xutos & Pontapés anunciaram que vão continuar e que pretendem editar um novo álbum ainda este ano com temas gravados por Zé Pedro.

i

Os Xutos & Pontapés deram o primeiro concerto há 39 anos, nos Alunos de Apolo, em Lisboa

LUIS FORRA/LUSA

Os Xutos & Pontapés deram o primeiro concerto há 39 anos, nos Alunos de Apolo, em Lisboa

LUIS FORRA/LUSA

Os Xutos & Pontapés vão continuar e contam editar um disco novo ainda este ano, anunciou a banda, através do Facebook, no dia em que celebra 39 anos de carreira. “Hoje é um bom dia para olharmos para a frente. Os Xutos vão continuar”, pode ler-se na publicação. “Temos entre mãos as músicas novas, muitas delas com a guitarra do Zé já gravada, estamos a contar com o disco de originais neste ano.”

Os Xutos & Pontapés — que deram o primeiro concerto há 39 anos, nos Alunos de Apolo, em Lisboa — revelaram ter “alguns convites para atuações especiais de homenagem ao Zé Pedro” e “vários pedidos para concertos”, que vão aceitar. “Não é fácil, a ausência pesa toneladas, sabemos que vai ser diferente, esperamos que seja bom. Com a ajuda de todos a gente não vai parar”, partilhou a banda.

O guitarrista dos Xutos & Pontapés morreu a 30 de novembro, aos 61 anos. Zé Pedro estava doente há vários meses, mas a situação foi sempre mantida de forma discreta pelo grupo, tendo só sido assumida publicamente nessa altura, a propósito do concerto de fim de digressão. Puro, de 2014, é o mais recente álbum dos Xutos & Pontapés. Em 2017 divulgaram os temas “Alepo”, cuja letra foi composta com frases da menina síria Bana Alabed, e “Sementes do impossível”, para um filme de Joaquim Leitão.

O último concerto no qual Zé Pedro participou foi a 4 de novembro, no Coliseu de Lisboa, que assinalou o fim da digressão de 2017 ano da banda. Já depois da morte do guitarrista, na noite da passagem de ano, a banda atuou em Albufeira. Em palco não esteve nenhum músico no lugar do guitarrista. Em declarações à Lusa, Kabeca, o agente do grupo, referiu que a banda decidiu manter o concerto para honrar compromissos e que depois iria refletir sobre o futuro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.