Pelo menos uma pessoa morreu e 11 pessoas ficaram feridas num ataque suicida à sede da organização não-governamental Save The Children, esta quarta-feira em Jalalabad, Afeganistão, disse uma fonte do governo local.

O ataque contra a Save The Children foi controlado, disseram à France Presse fontes oficiais, que confirmaram a morte de uma pessoa.

O ataque contra as instalações da organização não-governamental britânica foi levado a cabo por extremistas armados que provocaram ferimentos a, pelo menos, 11 pessoas.

“Por volta das 09h10 (04h40 em Lisboa) um veículo armadilhado, conduzido por um bombista suicida, explodiu junto à entrada do complexo da organização Save de The Children abrindo passagem a um grupo de homens armados”, disse à France Presse um porta-voz do governo provincial de Jalalbabd, Attaullah Khoqyani.

Por outro lado, uma testemunha referiu que um homem armado com um lança-foguetes RPG disparou contra a porta principal das instalações.

O ataque de Jalalabad, ainda não reivindicado, acontece quatro dias após um atentado em Cabul, reivindicado por talibãs e que fez vinte mortos, 14 dos quais estrangeiros.

Jalalabad, capital da província de Nangarhar, na fronteira paquistanesa, regista uma elevada presença de forças talibãs, bem como de combatentes do grupo radical Estado Islâmico.