Duas das três partes que compõem o foguetão mais poderoso do mundo voltaram a terra tal como era suposto — aterraram quase simultaneamente, de forma milimétrica, na zona que a SpaceX tem no Kennedy Air Force Station. Estavam praticamente intactas. Já a parte central, que deveria ter aterrado na plataforma atlântica “Of Course I Still Love You”, que a SpaceX utiliza para os lançamentos da Florida, acabou por falhar a aterragem, despenhando-se no mar a 300 milhas por hora.

https://twitter.com/RealNewsLine/status/961193311733198849

O impulsionador central — que suportava no nariz o carro Tesla Roadster de Elon Musk — ainda chegou a aproximar-se da plataforma, mas falhou o alvo. Aparentemente, a não aterragem deveu-se ao facto de alguns motores não terem sido acionados corretamente, algo que já era previsível que acontecesse devido à elevada velocidade a que o impulsionador regressou à Terra.

Os impulsionadores fizeram uma aterragem exemplar nas duas plataformas cerca de oito minutos depois de o Falcon Heavy ter sido lançado. Estes impulsionadores já tinham sido utilizados em missões do Falcon 9 em 2016. A aterragem de terça-feira à noite veio comprovar que os impulsionadores podem ser reutilizados noutras missões espaciais, suportando a teoria de reutilização espacial defendida por Elon Musk.

[Um Tesla no espaço ao som de Bowie e a aterragem perfeita de dois impulsionadores. Reveja neste vídeo as imagens mais fascinantes desta odisseia]

[jwplatform 1Nfr0M6g]

O multimilionário espera assim ser capaz de fazer regressar foguetões em menos de 24 horas e de recuperar impulsionadores para serem lançados duas vezes por dia, como se fossem um autocarro espacial.

O foguetão que a SpaceX lançou para o espaço na terça-feira tem 27 motores que fizeram descolar o foguetão, com 63,5 toneladas de carga a bordo, gerando uma força de propulsão equivalente a 2.268 toneladas — a força necessária para levar a respetiva carga para uma baixa órbita terrestre. É a força de propulsão que suporta as 63,5 toneladas de carga que faz do Falcon Heavy o foguetão mais poderoso do mundo.