É a “Liga Milionária” — e é um líder de audiência na televisão — mas ninguém se quer chegar à frente com os milhões para a transmitir nas próximas três temporadas.

Esta sexta-feira, ao Observador, Helena Forjaz, diretora de comunicação da TVI, garantiu que a estação de Queluz de Baixo “não vai a jogo”. “Achamos que os preços estão inflacionados e, assim sendo, a Liga dos Campeões não é negócio para nós”, acrescentou.

Antes da TVI, também a RTP se havia afastado do negócio.

Na quinta-feira, o presidente da estação pública, Gonçalo Reis, garantiu que os valores pedidos pela UEFA para a aquisição dos direitos televisivos da Liga dos Campeões são “incomportáveis”, razão pela qual, e tendo em conta a “sustentabilidade financeira” da empresa, a RTP não vai apresentar qualquer proposta. “Apesar de ser um conteúdo aliciante, aos valores atuais não faz sentido tê-lo”, explicou ainda Gonçalo Reis.

Agora, resta a SIC como possível interessada entre as televisões generalistas. No entanto, o diretor de programas da estação, Luís Proença, contactado pelo Observador, não adiantou, por enquanto, se a SIC estará ou não interessada em negociar os diretos de transmissão da Liga dos Campeões.