A sede da fundação O Século, no Estoril, está novamente a ser alvo de buscas pela Polícia Judiciária, avança a revista Visão.

Em janeiro, a PJ já tinha feito buscas nas instalações daquela instituição de solidariedade.

Presidente e vice-presidente da fundação “O Século” vão ser constituídos arguidos

Na altura, o presidente e o vice-presidente da fundação, Emanuel Martins e João Ferreirinho, foram constituídos arguidos. Os dirigentes da fundação são suspeitos de ter usado cartões de crédito da instituição para pagar despesas pessoais, incluindo viagens e jantares, além de terem contratado familiares para cargos na fundação.

Em comunicado da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, divulgado a 4 de janeiro, o Ministério Público indicou que havia suspeita da prática de peculato e de abuso de poder desde 2012 e que, nas buscas, tinha sido apreendida “documentação contabilística/financeira e de atas relevantes para o objeto da investigação”.

O processo encontra-se na 3.ª Secção do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Sintra, da Comarca de Lisboa Oeste.

Segundo a sua página na internet, a fundação O Século tem como missão promover e contribuir para a criação de condições e oportunidades, que possibilitem não só o desenvolvimento sócio-cultural de crianças, como a assistência social a idosos e pessoas menos favorecidas ou em risco social.

Em atualização