A Direção-Geral de Saúde (DGS) confirmou esta quarta-feira que já foram confirmados 90 casos de sarampo ao longo do surto que começou no início de fevereiro. O número sobe assim relativamente aos 86 confirmados na terça-feira.

Segundo um comunicado enviado pela DGS, até às 19h de terça-feira existiam em quatro casos com doença e 86 já curados.

O organismo informa ainda que 217 casos foram investigados e considerados negativos e que há neste momento 14 casos em investigação.

Dos 90 casos, 87 foram registados na região norte, dois na região centro e um na região de Lisboa e Vale do Tejo.

A DGS explica que está “em curso a investigação epidemiológica detalhada da situação, que inclui a investigação laboratorial de todos os casos” e apela à vacinação.

“Os sintomas de sarampo aparecem geralmente entre 10 a 12 dias depois da pessoa ser  infetada e começam habitualmente com febre, erupção cutânea (progride da cabeça para o tronco e para as extremidades inferiores), tosse, conjuntivite e corrimento nasal”, explica a DGS.