As operações de busca pelos dois cidadãos austríacos desaparecidos segunda-feira na praia do Meco, em Sesimbra, distrito de Setúbal, vão ser retomadas às 8h00, adiantou fonte da Autoridade Marítima Nacional, citada pela agência Lusa.

“Vão ser empenhadas uma lancha do Instituto de Socorros a Náufragos e outra da Polícia Marítima. A partir das 9h00 vai participar nas buscas um helicóptero da Força Aérea”, disse a mesma fonte, adiantando que vão também ser realizadas buscas em terra por elementos dos bombeiros e da Polícia Marítima.

O acidente ocorreu na segunda-feira de manhã na praia do Meco, quando três cidadãos austríacos praticavam parapente, tendo um deles morrido e os outros dois sido dados como desaparecidos.

Os dois desaparecidos — um homem e uma mulher, ambos com cerca de 30 anos — foram arrastados pelo mar após uma aterragem acidentada da mulher, que integrava um grupo de cidadãos austríacos que se deslocou a Portugal para a prática da modalidade naquela zona do concelho de Sesimbra.

Segundo informação da Autoridade Marítima Nacional, a mulher terá sido arrastada para o mar e os outros dois praticantes, que já tinham concluído a descida, tentaram resgatá-la, mas acabaram, também eles, por ser arrastados pela forte ondulação.

Uma das vítimas, um homem de 45 anos, foi, entretanto, encontrado já sem vida.

Durante a tarde de ontem, o helicóptero da Força Aérea Portuguesa envolvido nas operações de busca terá avistado momentaneamente o parapente arrastado para a água, mas, segundo o porta-voz da Autoridade Marítima Nacional, Comandante Fernando Pereira da Fonseca, não foi possível fazer nada, uma vez que os destroços se encontravam numa zona de rebentação de difícil acesso.