O avião onde seguia a equipa do Caldas com destino aos Açores foi atingido por um raio e acabou por voltar a Lisboa  por motivos de segurança, adianta o Record. A equipa seguia com destino à ilha Terceira onde ia defrontar o Praiense de Praia da Vitória.

Segundo o vice-presidente do Caldas e responsável pelo futebol sénior, Nuno Ferreira, ainda foi sugerido um novo voo pela companhia aérea que estava encarregue de os transportar, mas que os jogadores não estavam prontos, “psicologicamente” para viajar novamente, afirmou ao Record.

Nuno Ferreira disse também que o avião foi atingido aos 15 minutos de voo na asa esquerda e que o incidente foi sentido por todos os que seguiam a bordo. “Viu-se um clarão muito grande e, de seguida, um estrondo. Parecia que o avião se ia partir todo. Depois, o comandante informou que íamos ter de regressar a Lisboa”, referiu.

Para o jogo nos Açores, com o Praiense, a contar para a 27ª jornada do campeonato nacional, ainda está a ser procurada uma solução. A mesma publicação refere que o presidente da equipa açoriana, Marco Monteiro, mostrou abertura para remarcar o jogo, que estava marcado para esta quarta-feira às 18h.