Rádio Observador

Benfica

Vitória diz que Benfica já “riscou” FC Porto e alerta para surpresa do Estoril

Treinador do Benfica disse que a derrota da última jornada já está "riscada" e que o o foco está agora no Estoril. Falou ainda de Jonas e das substituições contra o FC Porto.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O treinador do Benfica disse esta sexta-feira que a derrota (1-0) frente ao FC Porto, na última ronda da I Liga de futebol, já está “riscada” e espera um Estoril Praia à procura de causar surpresa na 31.ª jornada. Em conferência de imprensa, Rui Vitória falou também da ausência certa do avançado brasileiro Jonas e comentou ainda as substituições que fez na partida com os ‘dragões’.

“O FC Porto já está riscado. Na Amoreira vamos encontrar um Estoril a querer causar surpresa e vão querer ganhar jogando bem”, começou por referir o técnico das ‘águias’. Os ‘canarinhos’ deixaram a última posição da tabela com três preciosos pontos alcançados em Portimão. O treinador bicampeão pelos ‘encarnados’ sabe da valia dos jogadores orientados por Ivo Vieira e deixou elogios. “É uma equipa que tem oscilado. Ganharam o último jogo. Desde que chegou o Ivo, têm evidenciado o seu jogo, têm as ideias arrumadas e vão querer causar problemas na circulação de bola”, alertou.

Contudo, para o confronto de sábado na Amoreira, Rui Vitória sabe o que precisa para continuar na luta pelo título nacional: “Temos que estar concentrados, ser consistentes e perceber os caminhos e zonas em que a equipa do Estoril pode ser mais permeável.” Relativamente ao melhor marcador da equipa e da competição, com 33 remates certeiros, Vitória disse que Jonas não será sequer convocado, mas preferiu não revelar se voltará a mudar o sistema de jogo em função da importante ausência.

“Não temos uma visão específica para um jogador. Já alterámos o sistema não estando o Jonas e vai estar outro jogador. Se jogarmos em 4x3x3, jogaremos com outro jogador. Se for 4X4X2, também temos soluções”, desvalorizou. A terminar, voltou a falar do jogo com os ‘dragões’, não concordando que as trocas que efetuou no decorrer da segunda parte tenham sido más e justificado o desaire.

“As substituições valem o que valem. 17 golos já foram tirados do banco. Fizemos várias vitórias seguidas e ninguém questionou as minhas substituições. Assumo tudo que faço, tanto no jogo que passou como nos outros. As substituições são o que são”, concluiu. No sábado, o Estoril Praia, 17.º classificado com 26 pontos, recebe no Estádio António Coimbra da Mota, pelas 20h30, o Benfica, segundo com 74, numa partida referente à 31.ª jornada do campeonato.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)