Rádio Observador

Conservatório Nacional

Governo abre concurso internacional para obras no Conservatório Nacional

269

Nos próximos dias será lançado um concurso público internacional para as obras no Conservatório Nacional de Lisboa, avançou o ministro da Educação. O investimento será de 9 milhões de euros.

No ano passado, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, tinha dito que a Escola de Música do Conservatório Nacional era "uma das prioridades de intervenção deste Ministério da Educação".

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Conservatório Nacional de Lisboa vai ter obras de requalificação. A notícia foi avançada pelo ministro da Educação à Antena 1. De acordo com Tiago Brandão Rodrigues, será lançado “nos próximos dias” um concurso público internacional para levar a cabo a “empreitada, que implicará um investimento de pouco mais de nove milhões de euros.

“O projeto está concluído, o projeto do emblemático edifício do Conservatório Nacional aqui em Lisboa. Hoje é publicado a portaria de extensão de encargos, o que implica que, nos próximos dias, possa ser lançado o concurso público internacional para a empreitada. Um empreitada de 9,2 milhões de euros que vai permitir requalificar, reabilitar este tão importante edifício do Conservatório Nacional”, afirmou o governante.

No decorrer da reabilitação, os alunos do Conservatório — são cerca de 800 — terão aulas na escola secundária Marquês de Pombal.

“Era algo ambicionado, diria até merecido, por esta comunidade educativa e era também um compromisso que eu próprio já tinha assumido na visita que ao Conservatório Nacional e que, ao longo deste mais de um ano, pudemos pôr em prática e chegar agora a um momento absolutamente crucial para esta requalificação”, acrescentou Tiago Brandão Rodrigues à Antena 1.

Já no ano passado o ministro tinha prometido obras no Conservatório, referindo que a Escola de Música do Conservatório Nacional era “uma das prioridades de intervenção deste Ministério da Educação”.

Os protestos por melhores condições no Conservatório Nacional remontam a 2015.

Logo em março desse ano, o então ministro da Educação Nuno Crato tinha prometido “obras a fundo” no edifício.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)