O Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental está a ser alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária. De acordo com o Correio da Manhã, os inspetores estão a varrer o gabinete da responsável pelos serviços hoteleiros daquele centro hospitalar, que engloba o Hospital de S. Francisco Xavier, o Hospital de Egas Moniz e o Hospital de Santa Cruz.

As buscas estarão relacionadas com novos desenvolvimentos da Operação Lex, no âmbito da qual foi constituído arguido o juiz-desembargador. Natércia Pina, constituída arguida em processos de burla ao Estado, é a responsável por aquele gabinete do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental. Alegadamente, seria, também, cliente do juiz Rui Rangel.

O juiz da Relação de Lisboa é suspeito de promover sentenças favoráveis nos processos que lhe eram atribuídos e de vender a sua capacidade de influência junto de outros magistrados daquele tribunal superior.

Operação Lex. As quatro promessas que colocaram Rui Rangel sob suspeita