A defesa de Ricardo Salgado emitiu um comunicado ao final da tarde desta quinta-feira para criticar a notícia da revista Sábado sobre as suspeitas de corrupção que envolvem os investimentos de um conjunto de empresas venezuelanas no Grupo Espírito Santo.

“A revista Sábado, na edição de 7 de junho de 2018, titulou com destaque de capa ‘O plano criminoso’ de Ricardo Salgado para a Venezuela. Em primeiro lugar, é falso que alguma vez tenha existido qualquer ‘plano criminoso’ de Ricardo Salgado. Em segundo lugar, trata-se de mais uma flagrante e impune violação do segredo de justiça. Com a agravante de que, ao contrário dos jornalistas habituais que têm contacto privilegiado com processos em segredo de justiça que envolvem o dr. Ricardo Salgado, a sua defesa ainda não teve acesso a qualquer dos elementos apresentados no aludido artigo”, lê-se no comunicado emitido pelos advogados Francisco Proença Carvalho e Adriano Squillace.

A defesa de Ricardo Salgado termina o comunicado, apelando à Procuradoria-Geral da República para que “adote as providências legais necessárias com vista a colocar termo à permanente violação do segredo de justiça e dos direitos e garantias dos arguidos”.

Ricardo Salgado, o “fininho”, as “maçãs” e a Venezuela