O número de mortos causados pela violenta erupção do vulcão de Fogo na região de Escuintla, sul da Guatemala, subiu para 99, dos quais 28 foram já identificados, anunciou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Ciências Forenses. Durante o dia de quarta-feira, 24 corpos deram entrada em morgues nos departamentos centrais de Sacatepéquez e Guatemala, bem como no sul de Escuintla, que recebeu a maioria das vítimas mortais.

Na terça-feira já tinham sido confirmadas 75 mortes. O vulcão, situado a oeste da Cidade da Guatemala, entrou em violenta erupção no domingo, cobrindo as aldeias circundantes de cinzas incandescentes e lava, dando pouco tempo aos residentes nas imediações para fugir.

As autoridades calculam que mais de 150 pessoas ainda estão desaparecidas, provavelmente entre os escombros ou soterradas nas suas casas.