Dark Mode 96,5 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Bruno de Carvalho ameaça processar jogadores Rui Patrício e Podence por difamação

Numa publicação no Facebook, o presidente do Sporting desafia os "putativos candidatos" a apresentarem-se a eleições e ameaça jogadores que rescindiram com processos crime por difamação.

i

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, desafiou este sábado os “putativos candidatos” à presidência clube a apresentarem candidaturas formais. Numa publicação na sua página de Facebook que diz ser em seu “nome pessoal e de mais ninguém”, Bruno de Carvalho acusa ainda os jogadores Rui Patrício e Podence de “crime gravíssimo de difamação e calúnia“, ameaçando os jogadores que rescindiram com processos crime “pelas acusações inacreditáveis que fizeram e que terão de provar em sede de processo cível”.

Bruno de Carvalho refere-se mesmo a nomes concretos. “O Sporting CP tem já tantos putativos candidatos que os Sportinguistas têm o futuro assegurado: Álvaro Sobrinho para dono da SAD com Ricciardi, Varandas, Figo, Pedro Baltasar, Poiares Maduro, Dionísio Castro, Rogério Alves, Pedro Madeira Rodrigues. E mais vão surgir. Não têm de ter medo. É decidir se quiserem eleições agora”, escreve Bruno de Carvalho.

Além disso, o presidente do Sporting garante que a sua lista foi a única a apresentar uma candidatura “cumprindo todos os preceitos legais e regulamentares” para as eleições marcadas para a Mesa da Assembleia Geral e para o Conselho Fiscal e Disciplinar.

Poiares Maduro, Bruno de Carvalho, Marta Soares. Ou como o futuro do Sporting se discutiu por Skype e telefone na SIC

Espero que até dia 22 surjam muitas mais, visto haver tantos putativos candidatos a tomar o poder“, escreveu Bruno de Carvalho, acrescentando que se os sócios quiserem “podem, já na segunda-feira, apresentar nos serviços do Clube o pedido de uma AG destitutiva do CD que, se cumprir a lei e os preceitos todos regulamentares, será realizada num espaço temporal de cerca de 8 a 10 dias”.

“Está nas mãos dos Sportinguistas”, garante, pedindo que se acabe com as ameaças. “Entreguem e marcamos, ponto final! Transformamos o ponto de discussão da AG de dia 17 nesse pedido de destituição, com todas as condições de segurança e de fidedignidade dos resultados”, sublinha.

Sobre os jogadores que rescindiram, Bruno de Carvalho escreveu que “as rescisões já apresentadas apresentam um crime gravíssimo de difamação e calúnia que não vai ser deixada em claro”, acrescentando que “além das questões desportivas e de indemnização ao Clube, ainda terão a braços um processo crime pelas acusações inacreditáveis que fizeram e que terão de provar em sede de processo cível”.

Bruno de Carvalho diz-se ainda “farto de chantagens de alguns advogados e agentes”, assegurando que enquanto for presidente, o clube “não vai negociar nenhuma renovação ou venda – a não ser as já previstas – até 15 de Junho”. “Por isso, se querem chantagear com rescisões, rescindam já, pois nunca vos será dada razão e eu não cederei a chantagens. Se é para fazer, façam já, e, em termos legais, cá estaremos para defender a verdade e o Sporting Clube de Portugal. Se não é isso que querem, mandem parar os vossos advogados e agentes”, escreveu o líder sportinguista.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.