Cimeiras

Vai um hambúrguer “Trump-Kim” e um Iced Tea “Cimeira”?

Em Singapura vários hotéis e restaurantes criaram menus especiais alusivos à cimeira histórica que reúne o presidente norte-americano Donald Trump e o líder da Coreia do Norte Kim Jong-un.

O restaurante-bar mexicano, Lucha Loc, criou uma receita de tacos alusivos à cimeira

AFP/Getty Images

O encontro histórico entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Singapura levou várias empresas a criarem produtos alusivos ao tema, como forma de aumentarem as vendas nestes dias. E o setor da restauração não foi exceção. Desde domingo que hotéis e restaurantes oferecem menus inspirados na cimeira e é possível ter uma refeição especial como um hambúrguer com o nome Trump-Kim ou uns simples tacos batizados de “Rocket Man”.

A revista Style, do South China Morning Post, dá alguns exemplos destes menus especiais.  O hotel de cinco estrelas Royal Plaza, que até fez cartazes a anunciar as refeições especiais, oferece um Trump-Kim Burger e um Summit Iced Tea (que traduzido à letra seria um chá gelado chamado “Cimeira”). Aquela revista, o diretor geral Patrick Fiat explicou que “a cimeira é um evento histórico e um passo muito significativo na construção de relações entre os dois países”.

A comida aproxima as pessoas e as amizades são frequentemente construídas em torno da mesa de jantar, daí a criação do ‘Trump-Kim Burger’ e do ‘Summit Iced Tea”, acrescentou Patrick Fiat.

O hambúrguer Trump-Kim não é um prato qualquer. “É feito de frango picado e uma pasta de kimchi e algas marinhas, com rolinhos de arroz coreano e batatas fritas”, explica o responsável, que espera vender cerca de 500 destes hambúrgueres durante esta semana. Também o Summit Iced Tea foi criado pela infusão do icónico sabor coreano de mel e yuzu no tradicional chá gelado americano.

Enquanto decorre a cimeira em que Washington vai exigir a desnuclearização da Coreia do Norte, estando disposta a dar contrapartidas de segurança a Pyongyang pela perda do seu arsenal nuclear, outros restaurantes dedicaram-se a criar pratos especiais e alusivos ao tema. É o caso do Harmony Nasi Lemak que criou um menu denominado “Trump-Kim Chi Nasi Lemak”.

Há cartazes publicitários a anunciar os novos menus

Na esperança de haver harmonia e paz no encontro, nas palavras de Zach Wen, proprietário e co-fundador do restaurante, o menu baseia-se no princípio de que os EUA protegem o comércio de carne bovina. “Então, queremos fazer Trump sentir-se bem porque estamos usando carne bovina americana”, disse. À carne americana acrescentaram o típico coreano kimchi, à base de legumes que ficam de molho várias horas em salmoura.

A Wolf Burgers vai também apresentar hambúrguer de edição limitada, o hambúrguer para a “Paz no Mundo”. O World Peace burger, assim denominado, estará disponível neste restaurante até ao dia 17 de junho e, segundo uma das proprietárias do espaço, Sarah Lin, tem já muitos clientes interessados em experimentar. “Esperamos sinceramente que nossos clientes amem tanto quanto nós e apoiem ​​esta causa histórica, encomendando-os “, disse.

Já o restaurante-bar mexicano, Lucha Loc, criou uma receita de tacos alusivos à cimeira. Os The Trumpo (Cheeseburger) e o Rocket Man (frango frito coreano), um menu anunciado no Facebook do restaurante.

Os menus especiais poderão ser degustados durante toda a semana

O encontro entre os dois líderes está marcado para esta terça-feira na ilha de Sentosa, um antigo refeitório militar britânico que foi convertido num hotel de luxo. Ambos chegaram a Singapura no domingo para um encontro que levou a semanas de discussões e que chegou, mesmo, a ser cancelado. Em cima da mesa estará o programa nuclear da Coreia e a paz na península coreana.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssimoes@observador.pt
Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Sindicatos

Vivam as greves livres

Nuno Cerejeira Namora

Estes movimentos têm de ser encarados como o sintoma de um mal maior: a falência do sindicalismo tradicional e a sua incapacidade de dar resposta às legítimas aspirações dos seus filiados.

Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)