O novo crédito ao consumo manteve o ritmo de crescimento em maio, registando uma subida homóloga de 16,3% para 667,19 milhões de euros, impulsionado por um aumento do crédito pessoal e automóvel, segundo dados esta segunda-feira divulgados.

De acordo com a informação divulgada esta segunda-feira pelo Banco de Portugal (BdP) relativa à evolução dos novos créditos aos consumidores de maio, foram assinados 133.643 novos contratos, o que significou uma subida de 5,5% face ao valor registado um ano antes.

O crédito pessoal foi o que mais subiu (22,7%) para 286 milhões de euros, seguindo-se o crédito para a aquisição de automóvel, que subiu 14,8% em termos homólogos, para 289 milhões de euros.

O crédito de cartões e descoberto, por sua vez, aumentou 3,3% para 92 milhões de euros. Estes valores, segundo o BdP, são ainda provisórios e sujeitos a revisões.