O PSD Lisboa quer que os restos mortais de Francisco Sá Carneiro sejam trasladados para o Panteão Nacional. A proposta da concelhia da capital, assinada pelo presidente da estrutura, Paulo Ribeiro, e pelo presidente da Mesa da Assembleia da concelhia, Vítor Reis, foi anunciada num comunicado enviado esta terça-feira para as redações. A iniciativa dos sociais-democratas lisboetas surge pouco depois de vários deputados do PS e do PSD terem proposto a ida dos restos mortais de Mário Soares para o Panteão Nacional.

“Não escondo que, havendo uma proposta para a trasladação do ex-Presidente da República para o Panteão Nacional, esta nossa iniciativa ganhe uma nova atualidade”, diz Paulo Ribeiro em declarações ao Observador. No entanto, assegura, é “uma homenagem que muitos militantes do PSD pedem há muito que se faça”, explica o líder da Concelhia de Lisboa do PSD. “É fundamental, para que a memória não se apague.”

No comunicado enviado às redações, o fundador do PSD é descrito como um “democrata e político, um cidadão corajoso que lutou afincadamente pelas causas da Liberdade, Igualdade, Solidariedade, Justiça, Democracia e dignidade da Pessoa Humana. Um português ilustre, que é uma referência da nossa História Política Contemporânea e que ainda hoje é fonte de inspiração para muitos dos nossos concidadãos.”

Paulo Ribeiro espera que esta proposta siga em frente. “No Parlamento vai haver bom senso, estou certo disso”, afirma confiante. “E, na sociedade civil, acredito que esta iniciativa tenha muito acolhimento”, acrescenta.