A portuguesa Inês Henriques sagrou-se, esta terça-feira, campeã europeia nos 50 quilómetros marcha no Campeonato da Europa que se realiza em Berlim. A marchadora do CN Rio Maior junta assim este título ao mundial conquistado há um ano, em Londres.

Inês Henriques, que partia como favorita para esta prova, liderou desde início, conseguindo distanciar-se da ucraniana Alina Tsviliy e da espanhola Julia Takács — que foram segunda e terceira classificadas, respetivamente. Ao quilómetro 36, a atleta nacional já levava cinco minutos de vantagem sobre a número dois da prova e acabou por terminar a distância em 4:09.21 horas.

Inês foi à luta e essa marcha valeu a pena: o ano de loucos nas estradas e fora delas para fazer história

No dia em que conquistou o título mundial, a 13 de agosto de 2017, Inês Henriques bateu também o recorde do mundo (4:05.56 horas), tendo depois perdido essa marca para a chinesa  Liang Rui, que retirou 1.20 minutos ao registo da portuguesa, no Mundial de marcha por Nações realizado em maio deste ano em Taicang, na China.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Inês Henriques chegou a este Europeu como campeã nacional nos 20 km marcha — título que conquistou pela quinta vez na carreira. No início do ano já tinha vencido o prémio de Atleta do Ano pela Confederação do Desporto.

Recorde-se ainda que esta foi a primeira vez que a prova mais longa do atletismo foi disputada por mulheres num Campeonato Europeu. Há um ano,tinha-se estreado, também, em Mundiais, com a vitória alcançada por Inês Henriques.