Enfermeiros

Greve de enfermeiros com adesão de 81% no S. José

A greve dos enfermeiros no hospital São José está a ter uma adesão de 81%, disse à Lusa fonte do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, considerando que os números "ilustram bem o descontentamento".

João Relvas/LUSA

A greve dos enfermeiros no hospital São José está a ter uma adesão de 81%, disse à agência Lusa uma fonte do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, considerando que estes números “ilustram bem o descontentamento” destes profissionais de saúde.

Os enfermeiros do Centro Hospitalar de Lisboa Central estão esta quarta-feira em greve para reclamar um ajuste da progressão e a contagem de todos os pontos para essa mesma progressão, segundo disse à agência Lusa Isabel Barbosa, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, em declarações no hospital de São José, um dos que pertence àquele centro hospitalar.

A sindicalista adiantou ainda que a adesão à greve no hospital Dona Estefânia se situou nos 80% no turno da manhã, enquanto na Maternidade Alfredo da Costa atingiu os 72%. No Curry Cabral a adesão à paralisação fixou-se nos 75%, nos Capuchos em 64% e no Santa Marta em 58%.

Sobre os impactos que a greve está a ter nestes hospitais, Isabel Barbosa apontou o encerramento de consultas de enfermagem, o fecho do serviço de sangue, blocos operatórios a funcionar a meio gás e os serviços de internamento em mínimos. No CHLC trabalham cerca de 2.000 enfermeiros nos vários hospitais. Isabel Barbosa adiantou que as reivindicações dos enfermeiros retratam “uma realidade a nível nacional”.

“Aquilo que temos é uma esmagadora maioria de enfermeiros com 15 a 20 anos de profissão e que está na primeira posição remuneratória da carreira e milhares deles não perspetivam sequer que consigam progredir nos próximos anos”, indicou.

Para a dirigente sindical, é uma situação “completamente injusta” e que cria “uma grande indignação nas pessoas”. A greve desta quarta-feira marcou o início de uma campanha nacional, com o lema “Progressão é, afinal, ilusão? Exigimos que não seja”, que visa “alertar a opinião pública” para as reivindicações dos enfermeiros.

A próxima ação de luta é uma greve no hospital de Évora na quinta-feira, que se repete na sexta-feira no Instituto Português de Oncologia de Coimbra.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ensino Superior

Bolonha, 20 anos depois

José Ferreira Gomes

Temos um falso sistema de dois ciclos de licenciatura e mestrado porque se está a generalizar a prática de admitir a mestrado estudantes que não concluíram a licenciatura. Estranho? Não em Portugal!

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)